Cura Espiritual

 

Mens Sana In Corpore Sano

Cura Espiritual

A "Médium do Algodão"

 

 

 

 

 

 

 

Dona Ederlazil, a "Médium do Algodão", também é conhecida como a "Mulher do Algodão". Ela é de família simples e católica. E, já aos 3 anos de idade, D. Edelarzil benzia as bonecas de suas amiguinhas. E então, os guias espirituais que já a acompanhavam receitavam remédios para curar os vermes das crianças. E  as receitas curavam.

Com 5 anos, cavava buracos para encontrar magia enterrada.

Aos 7, rezava o terço, e dizia ver o anjo da luz e o das trevas: " -Optei pelo da luz, e os guias que me protegem são: "Santo Antônio de Pádua" e "Nossa Senhora do Rosário".

 

Um começo difícil, e desacreditado

 

 

 

 

 

 

 

 

Aos 9 anos, a contragosto do pai, foi trabalhar em lavouras de algodão e no terceiro dia teve a visão de Nossa Senhora do Rosário, com quem diz ter conversado e proposto " -Viver para ajudar ao próximo ou a morte material para descanso eterno".

No início ficava perturbada com tudo o que acontecia e por muitos que a conheciam, era dada como esquisita e louca. Com, à princípio, foi-se distanciando das pessoas.

Mas, mais tarde, começou a atender em casa pessoas que vinham de toda a parte do Brasil: "Chegaram a raspar a minha casa que era de madeira para fazer chá, diziam que era abençoada e curava as pessoas; meu pai ficou transtornado".

 

O "fenômeno do algodão"

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 1980, iniciou a materialização com o uso do algodão. Dona Edelarzil conta que materializava os objetos e eles caíam em cima das pessoas e até as cortavam, pois apareciam vidros, ossos e coisas pesadas que acabavam machucando.

Foi quando pediu para os guias espirituais que mostrassem outra forma de fazer isso e foi indicado por meio do algodão.

A variedade de objetos que se materializam no algodão, é extensa, os quais sempre tem relação com as dificuldades que a pessoa encontra na sua vida. Veja a lista de objetos materializados...

 

Sem explicação racional

 

 

 

 

 

 

 

 

Ela chegou a atender 3.500 pessoas num só dia: "Se eu estivesse enganando pessoas, precisaria de um caminhão de lixo para colocar tanta coisa que sai", afirma.

Lá é tudo bem organizado e logo que as pessoas chegam, precisam pegar uma senha. Para ajudar o centro, é preciso compraro algodão no local, o qual, deve ser desfiado para ser colocado na peneira. E então será molhando com água e álcool. E o impossível acontece: Diversos objetos vão se materializando e sendo retirados do meio do algodão.

Fica tudo à vista: Peneira, algodão, água, o tanque onde escorre a água. E quem quiser pode ficar próximo e tirar suas dúvidas.

 

Leitura de Tarôt

 

 

 

 

 

 

 

Pouca gente sabe, mas a Dona Ederlazil, a médium do algodão, é dotada de extrema percepção e sensibilidade. E por conta disso, é também é exímia "jogadora" nas cartas de Tarôt.

Cada carta na mesa aguça a sua intuição, e na intricada relação entre as cartas, ela consegue desvendar os mistérios da vida das pessoas.

A consulta de cartas de tarôt é particular. E a consulta precisa ser agendada antecipadamente com Dona Ederlazil.

Caso você deseje fazer uma consulta com tarôt, informe na hora do seu agendamento para a excursão. As vagas para as consultas de tarôt são limitadas.

Clique no banner abaixo e saiba mais.

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma mensagem de Dona Ederlazil, a "Médium do Algodão", ao Brasil

Flag Counter

Cura Espiritual - Excursões Espirituais